sexta-feira, 12 de novembro de 2010

outra chance como a de 2010, nem tão cedo

o botafogo deixou escorrer pelas mãos a oportunidade de voltar a ser campeão brasileiro.

e uma chance como essa, temo que não possa voltar a aparecer tão cedo.

os responsáveis são muitos.

elizeu, leandro guerreiro etc.

mas o maior, na minha opinião, é o deus joel santana.

um ser absolutamente narcisista, egocêntrico, pouco profissional, preguiçoso etc etc etc...

além disso, um cara que buscou, a cada jogo, revolucionar a lógica simples do futebol: fazer um time ganhar sem meio de campo.

quando maicosuel saiu, amigos, a tática foi essa.

sem meias (o que é sinônimo de lúcio flávio em campo), tudo era na base do chutão.

vai que jobson e loco resolvem por lá.

mas nos dois últimos jogos, a coisa foi pior.

onde foi parar a vontade de jogar bola no jogo contra o avaí? alguém me explica porque ninguém parecia querer fazer o que o quase rebaixado goiás fez ontem contra o time da ressacada?

e na quarta-feira, data amigavelmente aceita pelo presidente banana, o que houve?

eu chamo aquilo que o leandro guerreiro fez de falta de respeito com a torcida.

chamo o individualismo do jobson de burrice.

e chamo de revolucionar do futebol jogar com mais de 70 minutos sem meio de campo, ou seja, com lúcio flávio em campo ao lado de fahel.

lamentavelmente, são coisas que só a torcida parece enxergar.

outra chance como a de 2010, volto a dizer, temo que não apareça tão cedo.

saudações botafoguenses!!!

...conduzido por uma estrela solitária...

10 comentários:

Rodrigo Federman disse...

perfeito, fabião! e viva o joel! e homenagens eternas ao fahel, lf, alessandro e lg. e viva os competentes as e ab...enfim, que venha logo 2012!
abs e sa!!!

Saulo disse...

O problema foram as lesões e também com alguns jogadores que não merecem vestir essa camisa.

derlano disse...

pra mim, as lesões foram determinantes. mesmo sabendo das limitações de alessandro, fahel, LF e cia. nós (em algumas partidas) vimos esses caras jogando bem, ou pelo menos não comprometendo. Quero dizer que mesmo com essas mulas e com o retranquismo do joel dava pra ter chegado. 17 empates foram fodas. lamentável. Ainda acredito na libertadores, isso se nenhum brasileiro levar a sulamericana.
p.s.: e o cuca heim ??? que coisa ridícula. S.A.

Adauto disse...

Concordo.

Retranqueiro e covarde.

Adauto disse...

E o covarde já começa com suas pérolas. "vamos jogar contra o campeão das américas". Será uma desculpa antecipada?

Rui Moura disse...

Não Snoopy, não é o Joel. Com este time desequilibrado, que tem uns quantos bons e a maioria maus, e cheio de lesões nunca vistas no clube antes, se fosse no tempo do Cuca dirias que ele tirava leite de pedra, defendê-lo-ias com unhas e dentes e deitavas a culpa para cima dos jogadores, talvez dizendo que eles jogam de saltos altos - como se fez após o desastre que o Cuca provocou contra o River Plate com as decisões absurdas que tomou nesse jogo e em que culpou os jogadores. Mas tratando-se do Joel... Enfim...

Os principais responsáveis são mesmo os senhores André Silva e Anderson Barros, aqueles que tanto criticaste pelas más contratações que fizeram no início do ano e que deixaram o time sem uma defesa razoável nem volantes capazes.

Mas é apenas a minha modesta opinião.

Abraços Gloriosos!

Rui Moura disse...

Adauto, se me enganar peço antecipadamente desculpas, mas parece-me que se fosse o ridículo do Cuca a afirmar isso talvez se dissesse que ele estava a ser muito inteligente, enaltecendo o adversário 'campeão das américas' para ganhar espaço e tirar o foco de cima do Botafogo.

A mesma frase... mas a interpretação lá vai cair sempre no bode expiatório do Joel...

Mas prometo que é o meu último comentário acerca dos detratores do Joel - de quem não sou fã, mas o qual merece uma análise mais profunda, menos superficial e, sobretudo, mais educada. Mas prometo que calar-me-ei contra todos os que atacam tão absurdamente o Joel, que fez o melhor ano de todos que o Botafogo teve neste século mesmo contra os erros horrorosas de André Silva e Anderson Barros.

Abraços Gloriosos!

snoopy em p/b disse...

estimado amigo rui,
não quero trabalhar com o "se".
joel santana, até onde eu sei, não recebe ordens da diretoria para escalar a ou b. dessa forma, é por conta e risco dele que escala um esquema sempre covarde, não importa o adversário.
é por conta e risco dele que faz sempre as mesmas substituições, não sendo surpresa alguma para os adversários.
quando ele mexeu acertadamente, naquele jogo contra o são paulo, no engenhão, deve ter ficado indignado porque nunca mais repetiu a escalação. e pior, tirou o renato do time sem explicação alguma, quando vinha subindo de produção a cada jogo para colocar.... lúcio flávio.
tivemos dezenas de problemas com lesões mas, em minha opinião, ele NUNCA, com exceção do jogo contra o são paulo, escalou o melhor que tinha em mãos.
como falei, não vou trabalhar com o "se". ah, se fosse o cuca isso, se fosse o cuca aquilo...
prefiro ficar com sua opinião, que respeito muito e você sabe disso.
as culpas de andré silva, anderson barros e, principalmente, maurício assumpção são infinitamente maiores, em diversos aspectos, e, na análise que fiz neste post, se refere especificamente às escalações, esquemas táticos, panelas do papai etc.

adauto,
certamente que sim.
jogamos contra o campeão das santas catarinas e dos cearás e... empatamos covardemente.
agora, não importa se são reservas dos campeões das américas, a desculpa funciona.

derlano,
as lesões atrapalharam mas não são as principais responsáveis na minha opinião, como já falei por aqui.
sobre o cuca, já falamos sobre isso.

saulo,
acredito que minha opinião exposta aqui, no texto e em outras ocasiões do blog são claras a respeito.
as lesões atrapalharam e muito mas não são as principais responsáveis.

rodrigão,
viva o papai!

abraços e sds. botafoguenses!!!

Adauto disse...

Prezado Rui Moura.

Respeito, e muito, sua opinião, mas assino com o Snoopy.

Joel teve a oportunidade de mostrar ser um grande técnico se tivesse encarado os Avai e Ceará como times pequenos e o Botafogo como o é (IMENSO). Como não existe mais bobo no futebol, ele colocou o time na retranca, cheio de zagueiros e volantes (o Avai jogou com 6 reservas, tal qual o Fogão). O resultado alcançado nesses 2 jogos expõe, e muito, seus defeitos.

Quem tem medo de ganhar...

Um grande abraço a você e ao maravilhoso povo português..

Adauto disse...

"Joel teria..." e não "joel teve..."